após o câncer de mama… coroação do Kilimanjaro

Um dos momentos da expedição. Cedida pela Organização do Desafio Pelayo Vida

No total, a expedição soma um total de 13 dias e que hoje se encontram em mais duro e mais importante de todos, no número 10: a chegada ao pico do Kilimanjaro.

Carmen, Rosa, Ana, Eva e Maria são vencido recentemente a um câncer de mama , mas hoje tornaram-se para lançar um novo mensagem de superação para todas aquelas mulheres que estão passando também por momentos semelhantes, como os que elas deixaram para trás.

As cinco já contavam com experiência em montanhismo , mas até hoje não conseguiram bater o seu recorde pessoal. Estão na Tanzânia e chegaram juntas os 5.895 metros de altura, que tem o Kilimanjaro.

Há alguns dias, EFEsalud falou com Carmen González Meneses e Maria Barrabés, duas das expedicionárias do desafio que concordavam que para eles este desafio foi um presente.

Carmen enfatizou que, depois de alcançar o topo lhe bastava com que uma das mulheres diagnosticada com câncer de mama se levantasse do sofá ao vê-las, e que dissesse: “Eu também posso fazer isso”.

Depois de passar mais de uma semana de esforço, as cinco mulheres junto ao guia e carregadores foram levantados em torno das 11 horas da manhã, são desayunado e empreenderam uma vez mais a sua marcha. Nesta ocasião, com suas mochilas ainda mais “cheias de energia e entusiasmo”.

Fizeram o seu caminho em direção ao noroeste, sobre um terreno instável e cheio de pedras soltas até chegar ao Stella Point (5.739 metros), situado na borda da cratera.

Segundo os organizadores do desafio, estas seis horas de estrada que culminam em Stella Point são as mais difíceis de toda a ascensão; desgastam muito tanto fisicamente como mentalmente.

Uma vez que você chegou a este ponto, as expedicionárias e sua equipe foram detidos para comer e repor as forças.

Depois, tiveram que retomar de novo a sua viagem ao dar com o topo do Kilimanjaro, na Liberdade Peak (5.895 metros). Lá têm explorado a savana africana, “vistas maravilhosas que você vai se lembrar por toda sua vida”.

As 5 expedicionárias já começaram a descida do topo. Têm sido necessárias três horas para chegar até o Barafu Camp (4.681 metros), onde foram tomadas outro intervalo para comer e beber.

É neste lugar onde aproveitaram também para recolher o equipamento principal e para descer até o Mweka Hut, onde é possível que o tempo não seja favorável.

Quarta-feira, as expedicionárias descem até a Porta Mweka (1641m) onde preencherão e assinarão em um registro de ascensão e eles ajuntarão do seu Certificado de Cima.

Finalmente, todos os membros da expedição do desafio Pelayo Vida viajarão até Arusha para celebrar a vitória e desfrutar da experiência vivida.

Quinta-feira, tomam um avião vindo da Tanzânia para chegar a Portugal na sexta-feira pela manhã.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply